quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Dica de filme: Operação Big Hero 6



       Tecnologia, amigos, heroismo, perseverança. Dá para encontrar tudo isso no fofo lançamento da Disney que se chama Operação Big Hero 6, ambientada na cidade fictícia de San Fransokyo (uma mistura meio louca de São Francisco e Tokyo, com direito a ponte da primeira cidade com símbolos em mandarim representando a segunda). Hiro Hamada, um garoto que adora mexer com tecnologia mas não é tão fã de estudar (te entendemos, bro. kkk), mora por lá junto com a tia e o irmão Tadashi.
       Apesar da relutância de Hiro, Tadashi consegue a opção perfeita de estudo para o irmão:o laboratório de descobertas científicas e tecnológicas na qual trabalha. Buuut, como nem tudo são flores, para ganhar uma vaga por lá, é preciso fazer algum tipo de apresentação que o classifique como merecedor de ser um frequentador de lá. 
       Nesse ponto do filme, acontece uma coisa que deprime extremamente o Hiro (não vou dizer o quê, para não soltar spoilers importantes), e ele perde a vontade de tudo. Até esbarrar com o Baymax, um robô muito do fofo, programado para cuidar da saúde das pessoas. Eles se tornam grandes amigos e o "enfermeiro eletrônico" ajuda o Hiro em uma grande enrascada que ele se mete. 

       Diz se não dá vontade de apertar o Baymax?

      Me permito dizer que toda a espera e expectativa que enfrentei valeram a pena. A animação tem o clássico discurso de amor e esperança da Disney, com um toque de atualidade e duas colheres de humor. Baymax é um dos pontos altos do filme: ele se torna, ao final, o mais humano entre todos os personagens. E também é responsável por 50% das risadas e atrapalhadas do filme. Outra coisa que vale a pena comentar é a dublagem em português da Go Go Tomago, que foi feita pela Kéfera Buchemann, famosa youtuber do canal 5 minutos . Infelizmente, a personagem tem poucas falas, deu vontade de mais. Mandou muito bem. 
         O filme é baseado na pouco conhecida história em quadrinhos homônima da Marvel.

Qual seu nível de dor, de 1 a 5?

Trailer: 


Nenhum comentário:

Postar um comentário